Cefaleia Tensional

Cefaleia Tensional

Você sabia CEFALEIA TENSIONAL é o tipo mais comum de dor de cabeça?

Geralmente é uma dor difusa, de leve a moderada intensidade na cabeça, muitas vezes descrita como a sensação de uma faixa apertando o crânio.

Como o próprio nome diz, este tipo de dor de cabeça tem relação com a tensão dos músculos dos ombros, do pescoço, do couro cabeludo e até mesmo os músculos da mastigação.

Comumente ocorre de forma bilateral, com sensação de peso, afetando toda a cabeça sem muitos sintomas associados. Esse tipo de cefaleia não traz náuseas ou vômitos, mas em alguns casos pode apresentar fonofobia e fotofobia.

Alguns autores afirmam que é mais frequente em indivíduos tensos e ansiosos, enfatizando os fatores emocionais como os maiores desencadeantes do quadro álgico, também nos indivíduos cujo o trabalho e a postura requerem uma contração sustentada da musculatura temporal, frontal e região posterior da cervical.

Pode ser dividida em:

Episódica pouco frequente – menos de um dia por mês;

Episódica frequente – de um a quinze dias por mês;

Crônica – mais de quinze dias por mês.

E isso acontece por diversos como: a má postura, ansiedade, estresse emocional, depressão, bruxismo, DTM, repouso insuficiente, exercícios físicos exagerados, déficit nutricional e fome.

Como identificar os sintomas de cefaleia tensional?

A dor de cabeça provocada pelo excesso de tensão pode ser identificada através deste tipo de sintomas:

Dor em forma de pressão, como se tivesse um capacete na cabeça

Dor que afeta os dois lados, na nuca ou na testa

Sensibilidade excessiva nos ombros, pescoço e curo cabeludo

Quando a cefalei está associada a DTM:

Nas Disfunções Temporomandibulares (DTM) é comum haver a irritação de nervos subocciptais provocadas muitas das vezes por mobilidades diminuídas na região do pescoço. Isso estimula essas terminações nervosas que sobem para o crânio potencializando esse quadro doloroso.

E como a fisioterapia pode te ajudar para alívio dessa dor de cabeça?

 O tratamento fisioterápico mostrou-se bastante eficiente, ajudando a diminuir a intensidade e frequência das dores, assim como o uso de medicamentos analgésicos.

Entre as técnicas utilizadas encontram-se:

🔸Auriculoterapia auxiliando no tratamento para ansiedade, estresse, alívio da dor

🔸Reeducação Postural Global (RPG) para melhorar a postura, readequando o posicionamento de cabeça e cervical, alinhando todo o corpo. Associado a técnicas de terapias manuais.

🔸Reabilitação para disfunção temporomandibular (DTM), associando técnicas da terias manual, aliviando tensão, dor e readequação o posicionamento da mandíbula.

Se você tem esses sintomas procure um professional para fazer uma avaliação e te auxiliar no tratamento.

Viver com dor não é normal.

Autora do artigo:

Dra. Gabriela Coelho
Fisioterapeuta
Crefito3: 212993-F
(11) 98932-4281
Av Diederichsen, 898 – sala 1
www.fisiogabrielacoelho.com